Brega (CARLOS ALBERTO DE AGUIAR)



Carlos Alberto de Aguiar

No finalzinho do ano de 1999, um dos questionamentos que me fizeram é se o ritmo brega é ou não paraense; se vai ou não acontecer nacionalmente.

Para ambas as indagações a resposta é sim. Tanto o brega como significado de ritmo musical é originariamente paraense após ter absorvido todas as influências do calipso e das misturas do bolero, merengue, salsa e do mambo, como já dispõe de qualidades artísticas para acontecer nacionalmente.

É só observarmos a atual produção bregueira. Logo percebemos que a qualidade de shows que vêm sendo apresentados melhorou e tem grande produção, revelando uma nova performance de nossos bregueiros.

As composições, os arranjos, enfim, as melodias das canções bregueiras vêm ganhando frases cada vez mais bem construídas. Cantores, compositores e músicos, estão muito mais conscientes da importância do seu papel neste intuito.

{mosgoogle}

Para uma projeção do nosso ritmo nacionalmente, é fundamental que as nossas emissoras de rádio AM e FM não só mantenham os atuais programas específicos do ritmo brega, mas que ampliem cada vez mais as suas programações para a música paraense como um todo. Não só o brega, mas também para outros ritmos tão paraenses como o nosso carimbó, xote, forró e que fazem parte dos repertórios de nossos bregueiros.

Isso fará com que a nossa MPP passe a ser tocada em outras regiões de nosso País, principalmente no sul. O brega é um ritmo dançante. É por isso que ele é Aré.