Wanderley Andrade - Melô do Ladrão



Eu vou roubar,
Eu vou roubar,
Eu vou roubar, meu bem,
O seu coração

Eu sou ladrão,
Eu sou ladrão,
Eu sou ladrão, meu bem,
Eu vou roubar o seu coração

Eu quero logo ser julgado
E em seguida condenado
A ficar preso no teu coração.
Pois minha felicidade
É ficar atrás das grades,
Sem direito e sem perdão.

E no teu corpo de donzela,
Que vai ser a minha cela,
Eu jamais irei pedir paixão.
Não quero a cahve da cadeia,
Eu preciso é do amor,
Eu não quero a liberdade, não.

Meu amor,
Minha paixão
Meu amor,
meu coração
Meu amor,
minha prisão
Meu amor,
Eu sou ladrão